Curtir!

terça-feira, 26 de agosto de 2008

É PROIBIDO FUMAR

Congresso discute a proibição de fumar ao volante

Motorista distraído é uma das maiores causas de acidentes. O Código Nacional de Trânsito já proibiu o celular. Agora uma nova discussão chega ao Congresso. Pode fumar dirigindo? O fumante tira uma das mãos do volante. É um risco.

Mais uma lei e nem precisaria, porque a interpretação do código permite concluir que fumar ao volante já está proibido. O artigo 252 diz que é proibido dirigir o veículo com apenas uma das mãos, exceto para fazer sinal regulamentar com o braço, mudar a marcha ou acionar algum equipamento do veículo. Fumar não está nas exceções; portanto já estaria tão sujeito à multa quanto levar o celular ao ouvido.

Um em cada quatro acidentes poderia ser evitado se o motorista estivesse atento. A afirmação é da agência responsável pela segurança nas estradas americanas.

"Nos Estados Unidos, por exemplo, uma das maiores causas de acidentes de trânsito por distração é a pessoa dirigir enquanto está se barbeando", aponta o professor da Universidade Católica de Brasília Adolfo Sachsida.

O Código de Trânsito Brasileiro determina que o motorista tem que dirigir com as duas mãos ao volante. Falar ao celular é proibido porque desconcentra. E fumar dirigindo?

"Atrapalha, a pessoa fica distraída, tira uma mão do volante, lógico que atrapalha", comenta a secretária Geovana Guimarães.

“Sem contar que pode cair uma brasa ou a cinza do cigarro, o cara vai sacudir”, lembra o funcionário público Ari Caseta.

Uma pesquisa feita 1,5 mil motoristas em Brasília mostra que quem fuma enquanto dirige aumenta em 20% os riscos de se envolver em um acidente de trânsito.

No Congresso os deputados já discutem um projeto de lei que pode alterar o código de trânsito e proibir o hábito de fumar ao volante.

"Se você mexer no volume do som, também é um risco, você está se distraindo, então no caso seria proibido ouvir música?", pergunta a estudante Bruna Vieira.

Proibido não é, mas mexer no som do carro também pode provocar acidentes, dizem especialistas em trânsito. Assim como conversar com as crianças no banco de trás. Para o professor Paulo César Marques, é preciso conscientizar os motoristas sobre a importância de se concentrar. Ele acha que o código de trânsito já tem restrições suficientes e é contra mais uma lei.

"O prejuízo disso é que pode passar a mensagem para o usuário de que tudo o que não está especificado pode ser feito. Por exemplo, dirigir comendo um sanduíche, tomando um refrigerante também é proibido, porque significa que está usando apenas uma das mãos, que está dividindo a atenção", destaca Paulo César Marques.

Há países em que é proibido fumar quando há criança dentro do carro. Dirigir com apenas uma mão impede manobra de emergência na direção, para desviar de outro veículo ou salvar a vida de um pedestre.

Nos Estados Unidos eles se barbeiam ao volante. Mas lá o câmbio é automático há mais de meio século. Aqui, a maioria dos carros ainda exige a mão para fazer o câmbio. Para segurar o cigarro ou o celular, exigiria três mãos.

Além disso, há o perigo do isqueiro incandescente do carro, em geral difícil de segurar. E há a sujeira. O fumante costuma jogar o cigarro pela janela do carro, desprezando o cinzeiro. Os filtros sintéticos não são degradáveis e se acumulam, entupindo os bueiros. Como o fumante vai se preocupar com a cidade, se não se preocupa com os próprios pulmões?

Vídeo da reportagem:






***

Mais uma modalidade de infração que pode ser aplicada com arbitrariedade, pois não obriga que o condutor seja abordado. Vamos ver no que dá.

Nenhum comentário:

Postar um comentário